[resenha] it - a coisa

talvez você não saiba (eu mesma não sabia) que it - a coisa não é um remake do clássico filme dos anos 1990. o filme é na verdade uma adaptação do livro homônimo escrito por stephen king.

foto: warner bros/brooke palmer
um resumão para quem não conhece a narrativa: o filme conta a história de um grupo de sete crianças da cidade de derry, no maine, que enfrentam uma criatura horripilante, capaz de tomar a forma daquilo que mais assusta suas vítimas com o objetivo de sequestrá-las e devorá-las.

o filme estreou por aqui no dia 7 de setembro, e ontem (12.09) finalmente pude ir ao cinema assistir.

a narrativa é densa ( o livro possui cerca de 1000 páginas) e portanto, o filme - que terá uma sequência - tem que se virar para abordar a personalidade de cada uma das crianças, detalhar os conflitos que enfrentam e ao mesmo tempo, desenvolver o grande vilão dessa história: pennywise, o palhaço dançante.

apesar do desafio, o filme ganha um ritmo bastante equilibrado da narrativa, além de misturar com maestria as cenas de terror - muito bem feitas, vale destacar - e momentos mais cômicos. aliás, talvez equilíbrio seja a palavra certa para descrever o filme: não há elementos desnecessários.

o elenco é outro acerto que merece destaque: os atores mirins, e claro, bill skarsgård na pele da coisa, são elementos chave para a construção de um filme de tanta qualidade. sophia lillis (bev, a única garota do bando) merece todos os aplausos e de maneira geral, o carisma e a química do elenco chega a ser palpável.

saí do cinema satisfeita e arriscando dizer que it - a coisa foi um dos melhores filmes que vi no ano. o que nos resta agora é aguardar a continuação da história e torcer por mais acertos!

It - A coisa
Data de lançamento 7 de setembro de 2017 (2h 15min)
Direção: Andy Muschietti
Elenco: Bill Skarsgård, Jaeden Lieberher, Finn Wolfhard mais
Gêneros Terror, Suspense
Nacionalidade EUA

Nenhum comentário:

obrigada pelo comentário! respondo e visito todos os links que deixam aqui :)

ttc // a teoria de todas as coisas © 2018. Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.