#BEUC 04 - diários de luto #3


desde que minha mãe se foi, há 10 meses, soube que natal e ano novo seriam as datas mais difíceis sem ela. não tinha ninguém nesse mundo que gostasse mais das festas de fim de ano do que dona marília!

todo ano a árvore de natal tinha um conceito diferente e ela, incrivelmente, comprava presente pra todo mundo sem precisar correr para o shopping na última hora. mesmo que há muitos anos nossa casa não fosse mais o ponto de encontro oficial da ceia de natal, onde quer que fossemos, ela levava alguma coisa - uma cesta de frutas, um arroz, uma farofa... tinha que contribuir com o que pudesse!

o ano novo, desde que me entendo por gente, sempre foi em cabo frio - com exceção do ano de 2015 em que passamos a virada na casa dos sogros do meu irmão, e na virada de 2016 para 2017, quando ela já estava doente de mais para topar alguma farra fora de casa ou sequer tirar o roupão.

talvez graças ao entusiasmo dela nessas datas, durante toda a minha vida, sempre amei essas festas também. mas ao contrário dela, sempre fui terrível para me organizar e confesso ser uma dessas pessoas que está sempre no shopping dia 23 a noite comprando alguma lembrança de última hora #guiltyascharged

nesse ano, porém, me peguei fazendo as coisas de maneira bem diferente. comprei novos enfeites de natal e estou salvando receitas para fazer para a ceia, aqui em casa, ou para levar aonde for, como ela sempre fez. também já estou programando a compra das lembranças e até mesmo pensando em "produzir" minhas próprias embalagens de presente. 

nada disso foi de caso pensado. a movimentação tem acontecido de forma tão natural que só agora me dei conta disso... talvez minha organização espontânea (e raríssima, diga-se de passagem) seja a forma dela se fazer presente nas festas desse ano - e em todas as outras que estão por virão.

isso fez com que esse período parecesse um pouquinho menos vazio e menos dolorido... afinal de contas, it's the most wonderful time of the year e assim deve continuar!




2 comentários:

  1. Chocante... E dolorido, porém inspirador. Esse Natal será forte, assim como você 😿❤️❤️❤️

    ResponderExcluir
  2. E difícil suportamos perdas, mas isso mostra que você tem superado esse momento. A saudade sempre existirá, mas pelo menos vc pode lembrar com mais conforto e menos dor

    ResponderExcluir

obrigada pelo comentário! respondo e visito todos os links que deixam aqui :)

ttc // a teoria de todas as coisas © 2018. Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.