Bullet Journal 2018

by - janeiro 05, 2018

Foto: a teoria de todas as coisas/ Ana Mattos

Ano passado fui envolvida pela bolha dos Bullet Journals ( ou Bujo para os íntimos), mas a festa não durou nem uma semana direito. Eu acabei entendendo que para conseguir manter o dito cujo, eu jamais conseguiria me prender à estética pinterest da coisa.

Apesar disso, sempre funcionei melhor anotando minhas tarefas, compromissos e ideias... minha cabeça é péssima e se eu não escrevo o que tenho que fazer, eu simplesmente me esqueço. Continuei vendo muita gente dando certo com os Bujos, então quis dar mais uma chance a ele. No fim do ano passado comprei um planner da Cícero e resolvi que faria o meu journal do meu jeito e com a minha cara. Nada de símbolos para identificar tarefas, títulos bonitos e caligrafia caprichada. 

Sim, ainda colo umas washi tapes nas páginas e faço umas firulas, mas sem querer forçar de mais a barra. Eu sou do tipo perfeccionista, mas não fui abençoada com a caligrafia mais linda do mundo, então se eu começo a inventar de mais, nunca acho que fica bom o suficiente. Prova disso é que já arranquei duas páginas do caderno, rsrs. 

Enfim, apesar de pouca coisa inserida no Bujo, afinal de contas hoje ainda é o quinto dia do ano, tô satisfeita com o que comecei a criar. Pensando nisso, achei que poderia ser interessante mostrar um pouco do que eu estou fazendo para inspirar pessoas que assim como eu, também sentem dificuldades em manter uma agenda organizada. Ainda é cedo para dizer se esse método que estou adotando vai dar certo, mas, ao longo do ano a gente vai vendo. 

O meu caderno é o Bullet Journal Clássico com páginas quadriculadas e capa preta. Paguei 70 e poucos reais, mas vi agora no site que o preço baixou e está custando R$64,99 #oportunidades. Escolhi o modelo quadriculado justamente para ver se ajuda um pouco na caligrafia... Por ora, está funcionando. 

No início do Journal resolvi criar uma lista de resoluções que pode crescer ao longo do tempo e onde também posso ter controle do que consegui cumprir durante o ano.

Foto: a teoria de todas as coisas / Ana Mattos
Em seguida, criei um calendário do mês, anotei compromissos mais importantes e reservei um espaço para lista de leituras, filmes e séries. Assim fica mais fácil ter controle de tudo que li e assisti, posso fazer resenhas depois e posts com os favoritos do mês, por exemplo. Na sessão aniversários do mês já rolou arrependimento porque graças ao Facebook, eu não sei o aniversário de ninguém. Isso portanto não será repetidos nos próximos meses.
Foto: a teoria de todas as coisas / Ana Mattos
Por fim, comecei então a planejar os dias individuais da semana. Como comecei a agenda ontem (dia 04/01), não inclui os dias 1, 2 e 3 para não desperdiçar o espaço. Também aproveitei para colar um post-it que serve como lista de compras de supermercado. Como contei no último post, começamos a cozinhar mais para 1. comer melhor e 2. parar de gastar tanto dinheiro com delivery. Com isso, precisamos realizar compras semanais, principalmente de itens hortifruti.
Foto: a teoria de todas as coisas / Ana Mattos
Na página seguinte (não fotografada), criei um espaço dedicado a publicações no blog. O objetivo é manter uma lista de ideias e programações, facilitando a organização de posts que quero criar a cada mês. 

Por ora, é o que tenho na agenda. Também pretendo reservar uma página de controle financeira e uma para acompanhamento do peso. Ao longo do tempo também vou observar o que é de fato relevante e o que é apenas perda de tempo. Acredito que assim vou conseguir me manter organizada e em dia com meus compromissos pessoais, de trabalho e de faculdade.

Que tal?


Leia também:

6 comentários

  1. Tentei montar um desses ano passado e não deu muito certo :( Eu estava super animada com a ideia e até comecei o meu, todavia não consegui prosseguir com ele. Acho que esse ano irei tentar novamente pois essa sua postagem me inspirou pakas a ter um novo bullet <3 Vou comprar o meu caderno dessa vez com a folha quadriculada também, me parece mais fácil para escrever bonitinho que a lisa :D

    Beijos!
    www.memorizeis.com

    ResponderExcluir
  2. Oi, linda! Bullet Journal é vida, né? Eu desencanei de enfeitar muito também, afinal, a ideia dele é ser funcional e perder muito tempo semanal/mensalmente preparando não condiz com o intuito principal, rs. Mas uma corzinha ou outra faz parte! Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Eu sempre uso uma agenda da Tilibra. Por ser mais barata e me dar espaço p eu ficar divagando rs

    ResponderExcluir
  4. Pois eu achei seu bujo uma lindeza! Acho que sou mais fã dos simples, sem muitos frufrus ou desenhos.
    Comecei toda caligrafia pinteresteira no meu também, durou uns 2 meses e larguei o bujo como um todo. Só porque essa coisa de desenhos toda semana, pinturas, estava me dando mais ansiedade que satisfação (ou organização!).
    Amei que você expôs esse lado dos bujos no seu post :)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. eu tenho uma experiência parecida com a tua com bujos. comecei querendo fazer o curso de caligrafia todo do pinterest, desisti por falta de tempo, e depois de ler uma matéria lindinha sobre eles resolvi dar a última chance. tá preto e branco, sem desenhinho, sem washitape... e já temos 9 dias!
    espero que dessa vez dê certo. pra nós duas

    ResponderExcluir
  6. eu já tentei fazer bujo diversas vezes, porém nenhuma delas deu certo. aí, realmente percebi que isso definitivamente não é para mim e comprei uma agenda semanal, um dia da semana por página, o que tem me ajudado bastante ultimamente, adoro ver que estou cumprindo com meus compromissos.

    ResponderExcluir

obrigada pelo comentário! respondo e visito todos os links que deixam aqui :)