30 antes dos 30 - Fazer terapia

by - março 20, 2018


2018 já operou seu primeiro milagre: finalmente criei coragem e comecei a fazer terapia. foi assim, meio no susto que me vi sentada em um sofá, agarrada a uma caixa de lenços e entre um soluço e outro, abrindo minha vida para uma pessoa, até então, totalmente estranha.

A experiência foi bem diferente daquilo que habitava a minha imaginação. Eu não passei uma hora chorando - até porque a sessão durou 45 minutos - e a psicóloga que meu atendeu tinha um consultório bem acolhedor. Foi incrivelmente libertador.

Dar esse passo exigiu muita coragem. São quase 6 anos de muita reflexão sobre o tema e nenhuma atitude. Não é nada fácil guardar experiências e sentimentos durante tanto tempo e simplesmente se permitir revisitar tudo aquilo que de alguma forma te impede de andar para frente. Se colocar numa posição de tanta fragilidade dá muito, muito medo e muitas vezes a gente prefere fingir que dá conta de tudo sozinha. 

Saí da consulta quase flutuando. Foi como se eu tivesse começado a tirar um peso enorme de cima de mim. Um peso que eu nem mesmo sabia que estava carregando. Um peso que em muitos momentos impede que eu evolua, tome decisões, promova mudanças...

Uma das primeiras lições que tirei disso tudo é que, muito se engana que acredita que a gente só se acostuma com aquilo que é bom. Também é muito "fácil" se conformar com situações ruins, afinal de contas, estar infeliz é uma ótima "desculpa" para se permitir não sair do lugar. 

Ainda é cedo (muito cedo) para prever os efeitos que a terapia trará para a minha vida, mas o primeiro deles já é muito claro: a gente não precisa chegar ao limite para buscar ajuda e não há nada melhor que ter um espaço onde se possa falar e ser ouvida sem julgamentos. 
É só acolhimento, só amor!
________________________________________________
Esse post faz parte do desafio 30 antes dos 30.

Leia também:

4 comentários

  1. adorei o post!!
    beijinhos

    |último post|
    https://eyeelement.blogspot.pt/2018/03/piercings-101-2.html

    ResponderExcluir
  2. Nossa, me identifiquei muito com esse pensamento, de que nos acostumamos também com as coisas que são ruins, e que nos fazem mal. Quando comecei a terapia, estava numa situação bem limite na minha vida, e logo depois da primeira sessão, já tive uma sensação de melhora. Do tipo: antes de entrar e quando sai. Depois de um tempo, infelizmente tive que parar mas sinto muita falta. Aproveita esse momento, principalmente se tu tá se sentindo acolhida, isso é muito reconfortante né? Sem julgamentos, só amor!

    ResponderExcluir
  3. Nossa, estou feliz que tenha conseguido cumprir mais alguma coisa dessa lista (alô gente que acha que vai fazer mais uma lista, não aguen-to mais). Se uma das coisas que quero é ir fazer terapia também, sempre acreditei que os retornos fosse positivos, espero que seja para você também, conversas umas teorias é a coisa mais <3

    ResponderExcluir
  4. Esse texto é tão pequenino mas diz tanta coisa e coisas tão bonitas, sabe? Admiro essa coragem - que, por hora, eu não tenho. :)

    ResponderExcluir

obrigada pelo comentário! respondo e visito todos os links que deixam aqui :)